Embaixada de Portugal em Israel

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Congresso Mundial de Calçados PORTO

Congresso mundial de calçado, no Porto, gera "grande expectativa" internacional - organização

feeling sexy

Noventa e cinco propostas de 19 países representativos dos principais 'players' mundiais de calçado foram submetidas durante o período de apresentação pública de ideias que precede o congresso mundial do setor, que decorre em maio, no Porto.

Segundo a Associação dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), China, Índia, Itália, México, Portugal e Espanha "foram os países mais representados no decurso do 'call for papers'", cabendo agora aos oito especialistas que compõem o Comité Científico da União Internacional de Técnicos da Indústria do Calçado (UITIC) selecionar as melhores propostas a debater no 20.º congresso do setor, agendado para 17 e 18 de maio.

Nesse "grupo restrito" de especialistas, adianta a associação, Portugal está representado pelo diretor-geral da APICCAPS, João Maia, e pela diretora da Unidade de Novos Materiais do Centro Tecnológico de Calçado, Maria José Ferreira.

O primeiro painel de oradores será conhecido no final de fevereiro, sendo que serão selecionadas "25 a 30 apresentações" para debate no encontro.

Salientando que esta edição do congresso da UITIC - que terá como tema "From Fashion to Factory: a new techological age" - "está a gerar uma grande expectativa a nível internacional", a organização assinala o "crescimento de propostas relativamente aos congressos anteriores": "No último congresso realizado na Índia, por exemplo, apenas 13 países apresentaram candidaturas", recorda.

Para a secretária-geral do Comité Cientifico da UITIC, Françoise Nicolas, estes números revelam que "o congresso da UITIC é, cada vez mais, uma referência para o setor".

Já definidos estão painéis técnicos que integrarão o congresso: "Novos produtos e novos serviços ligados às necessidades dos consumidores", "Desenvolvimento inteligente e produção: uma revolução tecnológica", "Sustentabilidade, transparência da cadeia de abastecimento e tendências regulatórias que afetam as fábricas" e "Fábricas centradas no homem e novas formas de gestão".

De acordo com a APICCAPS, são esperados no 20.º congresso da UITIC "centenas dos mais reputados especialistas mundiais do setor" do calçado, que Françoise Nicolas acredita que será "uma ótima oportunidade para conhecer especialistas relevantes das principais áreas de produção de calçado, ter informações detalhadas sobre o estado das inovações disponíveis e familiarizar-se com as principais orientações tecnológicas para o setor de calçado".

Para além dos dois dias de conferências, no âmbito do Congresso Mundial de Calçado será ainda organizado um programa de três dias de visitas a mais de duas dezenas de empresas portuguesas de calçado com o objetivo de dar a conhecer, "no terreno, a realidade nacional" da indústria de calçado.

"Outro dado relevante prende-se com a exposição mediática. Até ao momento está confirmada a visita de mais de 30 jornalistas a Portugal, oriundos de cerca de 20 países. A indústria portuguesa de calçado estará definitivamente, em 2018, na agenda mediática internacional", remata a APICCAPS.

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail